VLADIMIR SILVEIRA SUPERA JÚLIO ALMEIDA E CONQUISTA MAIS UM OURO PARA O BRASIL NO SULAMERICANO

Facebook
WhatsApp
Email

Na segunda-feira, dia 17, primeiro dia de finais do Campeonato Sul-americano de Tiro Esportivo, que acontece no Centro Nacional de Tiro Esportivo Tenente Guilherme Paraense, no Complexo Esportivo de Deodoro, Vladimir Silveira teve de se contentar com a prata na pistola 50m – foi superado por Júlio Almeida, que representará o Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim. Nesta quarta-feira, dia 19, Vladimir deu o troco. Em novo encontro dos atiradores brasileiros, desta vez na pistola de ar 10m, Vladimir marcou 676,1 pontos, superou Júlio (672,8) e ficou com a medalha de ouro. O bronze foi para o chileno Manuel Sanchez (670,1).

Vladimir manteve o primeiro lugar desde a fase classificatória e vibrou muito no fim da prova. “Esperava o ouro na pistola 50m, mas ele não veio. Agora, finalmente saiu. Foi uma prova sofrida desde o primeiro tiro. Essa nova dobradinha mostra o amadurecimento da equipe brasileira de tiro esportivo. Mostramos que temos qualidade”, disse Vladimir.

Quando viu no placar a confirmação da vitória, Vladimir fez uma dedicatória curiosa. “Essa medalha é para a turma do IML”. A brincadeira era com os companheiros de quarto no alojamento da equipe brasileira de tiro esportivo, Emerson Duarte e José Carlos Iengo, acostumados a deixar o ar condicionado no máximo. “Acabei ficando com dor de garganta e reclamei. Disse que parecia temperatura para preservar cadáveres no IML (Instituto Médico Legal) e a brincadeira pegou. Mas depois dessa medalha de ouro, eles podem deixar o ar condicionado como quiserem”, brincou o campeão.

Depois de duas medalhas de ouro no Sul-americano (pistola 50m e pistola de fogo central 25m), Júlio Almeida se conformou com a prata e elogiou o vencedor da prova. “Vim para ganhar e cheguei perto do Vladimir, mas ele foi muito bem e não abriu a guarda. Foi mérito dele, e não demérito meu”, disse Júlio, que ainda compete no Sul-americano na pistola de tiro rápido 25m e na pistola standard 25m.

Na outra final desta quarta-feira, o argentino Pablo Alvarez conquistou o ouro na carabina três posições 50m, com pontuação de 1.230,7. Os chilenos Maurício Huerta (1.224,4) e Elias San Martin (1.221,8) ficaram com a prata e o bronze, respectivamente.

O Comandante do Exército Brasileiro, General-de-Exército Enzo Peri, visitou nesta quarta-feira o Centro Nacional de Tiro Esportivo Tenente Guilherme Paraense. O General afirmou estar satisfeito com a competição, já que os atletas vem elogiando a estrutura, as instalações e a organização.

Medalha de bronze nos Jogos Pan-americanos Rio 2007, o brasileiro Fernando Cardoso volta ao Centro Nacional de Tiro Esportivo Tenente Guilherme Paraense nesta quinta-feira para competir na pistola de tiro rápido 25m. Também serão realizadas duas provas femininas: carabina três posições 50m e trap.

Terminou nesta quarta-feira o prazo de inscrição para a etapa brasileira da Copa do Mundo, que acontece entre os dias 22 e 28, no mesmo Complexo Esportivo de Deodoro. Estão confirmados 254 atletas de 44 países, incluindo 11 medalhistas olímpicos. O Brasil terá a maior equipe, com 33 atiradores, seguido por Coréia do Sul e Alemanha, com 21 cada. Também estarão na briga por medalhas atletas de Uruguai (2), Estados Unidos (12), Antilhas Holandesas (1), Argentina (12), Aruba (2), Austrália (4), Áustria (2), Azerbaijão (1), Bulgária (5), Bolívia (1), Canadá (8), Chile (8), Cuba (4), Cazaquistão (5), Dinamarca (4), Espanha (9), França (5), Grã-Bretanha (1), Grécia (1), Hungria (2), Índia (2), Israel (3), Itália (7), Jamaica (1), Letônia (3), Liechtenstein (1), México (6), Montenegro (1), Holanda (2), Noruega (9), Portugal (2), Romênia (2), África do Sul (3), Sérvia (5), Suíça (9), Suriname (2), Suécia (3), Trinidad e Tobago (3), Emirados Árabes (13), Ucrânia (10) e El Salvador (3).

O Campeonato Sul-americano de Tiro Esportivo e a etapa da Copa do Mundo de Tiro Esportivo são realizações da Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF) e da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE), com patrocínio da Petrobras, e apoio do Ministério do Esporte, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Exército Brasileiro.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.