TERMINA A 2ª ETAPA DA COPA CONTINENTAL EM CURITIBA

Facebook
WhatsApp
Email

No Brasil o tiro ao prato esteve em ação, neste final de semana, em Curitiba, Paraná. Foi realizada a segunda etapa da Copa Continental Americana. Atletas do Brasil, Argentina, Chile e Colômbia prestigiaram as provas: fossa double, fossa olímpica feminino e masculino e skeet feminino e masculino. O Brasil não participou da prova feminina do skeet. Já na sexta-feira a fossa double conheceu o seu campeão, o brasileiro Luiz Fernando Graça, que ficou com a primeira colocação. O atleta, que foi medalha de bronze, no Pan de Guadalajara, ao quebrar todos os 50 pratos na disputa final, repetiu a performance em Curitiba. Com as mudanças nas regras das finais, 30 pratos são lançados no lugar de 50, Luiz Fernando demonstrou ter-se adaptado perfeitamente às novas regras e, sem dar chance aos adversários, quebrou todos os 30 pratos e garantiu o ouro. A segunda colocação foi para o brasileiro Roberto Deschamps e o terceiro lugar ficou com Filipe Fuzaro, também do Brasil.

No sábado aconteceu a final feminina da fossa olímpica, e mais uma vez a vitória foi brasileira. Thaianna Zanelli, que na fase classificatória ficou em quinto lugar, também demostrou sua adaptação à fase final, quando o prato lançado só pode ser atingido por um disparo. Na semi-final, a atleta do Rio de Janeiro acertou 12 dos 15 pratos lançados e foi disputar a medalha de ouro com a chilena Pamela Salmann, que também acertou 12. Na final, depois de uma disputa tensa e equlibrada, a brasileira garantiu o primeiro lugar e a medalha de ouro, ao quebrar 10 pratos contra 8 acertados pela atleta do Chile, que ficou com a prata. Completou o pódio Ludmila Diniz, do Brasil, após disputar o bronze com a brasileira Gisele Braga.

O domingo foi reservado para as finais masculinas do skeet e da fossa olímpica. O skeet foi marcado pela disputa entre nações sulamericanas. Dos 6 finalistas apenas 1 era brasileiro, Wilson Zocolotte Junior. A Argentina teve 3 representantes e o Chile, 2. Na fase final desta prova 16 pratos são lançados. Os 2 melhores resultados fazem a disputa pelo ouro e pela prata, com o terceiro e o quarto colocado fazendo a disputa pelo bronze. E nesta decisão o pódio do skeet não teve presença verde e amarela. A semi-final foi dominada pela Argentina, com 3 atletas e pelo Chile, com um. O argentino, Frederico Gil, que já havia sido o melhor na fase de classificação, ao quebrar 121 pratos dos 125 disparados, confirmou sua boa fase e conquistou a medalha de ouro, ao vencer a disputa contra o seu compatriota, Fernando Gazzotti, que ficou com a prata. O chileno Nicolas Buchmann foi o medalhista de bronze.

No último evento do dia, a disputa masculina da fossa olímpica, desta vez a supremacia de finalistas foi brasileira, com 4 atletas. Chile e Argentina, com um representante cada, completaram a relação. Dos quatro atletas que ficaram nas primeira colocações e na busca por medalhas, 3 eram brasileiros, Rodrigo Bastos, Eduardo Correa e Dante Lanna e um, chileno, Gianluca Valenzuela. Na disputa pelo primeiro lugar, vitória do brasileiro que já dominou a fossa olímpica masculina. Rodrigo Bastos, com uma atuação consistente, mostrou aos adversários que está em forma e faturou a medalha de ouro, após disputa com o chileno Valenzuela, que ficou com a prata. Bastos afirmou, após a vitória, que está na briga por uma vaga nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Na disputa brasileira pela terceira colocação, Dante Lanna levou a melhor sobre Eduardo Correa e conquistou a medalha de bronze.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.