RETROSPECTIVA 2022: AS PRINCIPAIS CONQUISTAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA DA CBTE

Facebook
WhatsApp
Email

A Seleção Brasileira da CBTE participou em 2022 das principais competições internacionais organizadas pela Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF), pela Confederação Americana de Tiro (CAT) e pela Confederação Sul-Americana de Tiro (CST). “Aproveito para agradecer o apoio fundamental do presidente do COB Paulo Wanderley e de sua equipe na viabilização de nossas viagens, na participação e preparação de nossos atletas nos campeonatos”, destacou Jodson Edington, presidente da CBTE.

A seguir, alguns destaques da temporada.

Na ISSF World Cup Shotgun Lima, no Peru, realizada em abril, a equipe de Fossa Olímpica formada por Hussein Daruich, Jaison Sandro Santin e José Artur Fortunato terminou em quarto lugar na prova por Equipe. Na disputa da medalha de bronze, o Brasil foi superado pela Índia no primeiro tiro do shoot off, após empate em cinco a cinco.

Também em abril, a ISSF World Cup Rifle / Pistol Rio de Janeiro reuniu 186 dos melhores atletas do planeta, inclusive medalhistas olímpicos e campeões mundiais. A equipe brasileira conquistou três medalhas – uma de prata na Pistola de Tiro Rápido 25m Masculino por Equipe (Emerson Duarte, Felipe Wu e Vladimir Silveira) e duas de bronze: na Pistola de Ar 10m Equipe Masculino (Felipe Wu, Philipe Chateaubrian e Roberto Gomes) e na Pistola 25m Feminino por Equipe (Ana Luiza Ferrão, Paula Sayuri Yado e Thais Carvalho Moura). Foi a melhor participação do país na história das Copas do Mundo.

“Esses resultados abriram espaço para uma maior divulgação na mídia nacional para o tiro esportivo e institucional para a Confederação. Além disso, o apoio do COB, do Ministério da Cidadania, do Exército Brasileiro, da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), da Companhia Brasileira de Cartuchos, da Sellier&Bellot e da ECOS Turismo comprovam a confiança que eles têm na CBTE e no nosso trabalho”, ressaltou Jodson.

O paranaense Hussein Daruich garantiu a medalha de bronze na Fossa Olímpica Masculina na primeira edição da ISSF World Cup Júnior Rifle / Pistol / Shotgun, disputada em Suhl, na Alemanha, no mês de maio. A medalha de ouro foi para o australiano Marco Vincenzo Corbo, de 18 anos, enquanto a prata ficou com o americano Lance Thompson, de 20. Hussein, na época com apenas 14 anos, terminou a fase de classificação na terceira posição, com 120 em 125 pontos possíveis. A prova teve a participação de 65 competidores de 18 países.

“Em primeiro lugar eu quero agradecer ao meu pai e aos meus primos que estiveram lá e a todas as pessoas que torceram por mim e me incentivam diariamente. Foi uma competição muito equilibrada e decidida nos detalhes. Estou feliz com meu resultado, mas tenho certeza de que nos próximos anos vou estar ainda melhor preparado”, disse Hussein, que era o mais novo entre os oito finalistas da prova.

No dia 6 de agosto, Luciana Pereira da Silveira conquistou o bicampeonato do World Field Target Championship (WFTC), na categoria Springer Lady. A catarinense somou 88 pontos nos três dias de competição, 17 a mais do que a segunda colocada, a lituana Regina Burviené. A competição, disputada em Roma, na Itália, reuniu 153 competidores de mais de 20 países. O primeiro título mundial de Luciana foi em 2019, na Inglaterra.

Ainda no mês de agosto, a Seleção Brasileira da CBTE de Trap Nacional mostrou sua precisão e força no 123º Grand American World Trapshooting Championship, em Sparta, nos Estados Unidos. Durante onze dias de competição, a equipe conquistou 13 troféus, além de inúmeros escores perfeitos, com Ary Denti. Clerio Greseli, Darlei Oberherr, Luciana Denti, Murilo Nicolli e Paulo Soares Jr.

“Primeiro tenho que agradecer a CBTE pela oportunidade de fazer parte desse time e o apoio foi fundamental para nosso desempenho. Também em nenhum momento faltou apoio entre o grupo, não faltou respeito seja onde estivéssemos. Eu dei o meu melhor desde o início, da mesma forma que todos da equipe. Estou transbordando de alegria, ainda mais porque trouxe o tão sonhado troféu, e foram dois. Agradeço também a mensagem do presidente Jodson no primeiro dia de prova. Isso nos incentivou e deixou todos mais seguros”, lembrou Luciana Denti, representante feminina na equipe que, em sua terceira participação, trouxe na bagagem dois troféus de vice-campeã mundial.

A Seleção Brasileira da CBTE encerrou sua participação nos Jogos Sul-Americanos de Assunção, no Paraguai, com um total de 12 medalhas: duas de ouro, cinco de prata e cinco de bronze. Com o primeiro lugar na Pistola de Tiro Rápido 25m e na Carabina 3 Posições 50m, com Emerson Duarte e Geovana Meyer, respectivamente, o Brasil garantiu a vaga nessas duas provas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago 2023. Além da medalha de ouro, Geovana Meyer estabeleceu novo recorde sul-americano (586pts) na prova.

As duas últimas competições internacionais de 2022 foram o XIII Campeonato das Américas (CAT) e a VI Copa Sudamericana, ambas realizadas em Lima, no Peru, no mês de novembro. A Seleção Brasileira da CBTE conquistou ao todo 33 medalhas, sendo nove no CAT (duas de ouro, duas de prata e cinco de bronze) e 24 na Sudamericana (nove de ouro, nove de prata e seis de bronze). Com a vitória de Philipe Chateaubrian na Pistola de Ar 10m Masculino, o Brasil garantiu a vaga nos Jogos Olímpicos Paris 2024.

“É a realização de um sonho, estou muito feliz com essa conquista. Tenho que agradecer primeiramente a Deus que me sustentou todos os dias, que me deu força, que me deu capacidade para fazer aquilo que mais amo: ser atleta do tiro esportivo. Também agradeço minha família, minha esposa, que me dá todo suporte, meus filhos Maria Júlia e João Gabriel, a todos amigos, a todos brasileiros que torceram por mim, a CBTE e ao COB”, afirmou Philipe.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.