MUDANÇAS NO COB

Facebook
WhatsApp
Email

Carlos Arthur Nuzman vai anunciar, segunda-feira, a reestruturação das áreas esportiva, de eventos e de programas de bolsas do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Marcus Vinícius Freire assume como superintendente executivo de esportes. Torna-se funcionário e braço direito do presidente, que quer melhorar o planejamento e a gestão da área de competições.

Sem dúvida, o número de medalhas de ouro abaixo do esperado em Pequim acelerou as mudanças.

Sob o guarda-chuva de Marcus Vinícius ficarão três diretorias, agora com comando único: Departamento Técnico, chefiado por José Roberto Perillier; Eventos (Olimpíadas Escolares e Olimpíadas Universitárias), de Edgar Hubner; e Programa Solidariedade Olímpica do COI no Brasil, de Agberto Guimarães.

Marcus Vinícius tomou a iniciativa de se desfazer de sua sociedade na empresa de eventos Dream Factory, o que evita conflito de interesses. O superintendente executivo será funcionário com carteira assinada e terá de se dedicar exclusivamente ao comitê.

Agora funcionário, ele precisou pedir licença como membro da Assembléia do COB, já que a legislação proíbe a remuneração de diretores do COB, presidente e vice de entidades sem fins lucrativos.

Medalhista de prata do vôlei em Los Angeles-1984, Marcus Vinícius tem como primeira missão comandar, nas áreas técnicas do COB, o estudo sobre os novos critérios de repasse dos recursos da Lei Piva às Confederações esportivas.

Semana que vem, o superintendente executivo de esportes vai à Alemanha e à Inglaterra, para conhecer o modelo de gestão técnica dos comitês olímpicos daqueles países. Quer aplicá-los no ciclo para Londres-2012, que está começando.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.