III CAMPEONATO BRASILEIRO DE F-CLASS MID-RANGE

Facebook
WhatsApp
Email

Foi realizado nos dias 12 a 14 de agosto de 2022, na Associação Gaúcha de Atiradores de Rifle – AGAR, em Tupanciretã, no Rio Grande do Sul o III Campeonato Brasileiro de F-Class Mid-Range da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo, contando com a presença de atletas do Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

O primeiro dia do evento foi reservado para o treino livre nas distancias de 300 metros e 500 e 600 jardas, tendo dessa vez uma pequena Clínica de Recarga onde foram realizados testes para melhorar o desempenho das munições recarregadas. As provas de fuzil são altamente competitivas, sendo a recarga de munição, um dos fatores que influenciam muito no resultado final do F-Class.

Ainda no primeiro dia foi oferecido um excelente churrasco à moda gaúcha, na residência do atleta Cristiano Gomes, que esbanjou na hospitalidade neste já tradicional encontro entre os participantes.

Na manhã do dia 13, foi realizada a etapa de 300 metros, com ventos leves, mas que mudavam de um lado para o outro colocando à prova as habilidades do atleta em efetuar a compensação dos ventos para que o impacto ocorresse no centro do alvo de preferência no X (zona mais interna do alvo).

Pela tarde foi realizada a etapa das 500 jardas, oferecida em duas turmas, permitindo que enquanto alguns atletas atiravam, os demais ficassem na trincheira onde era realizada a marcação dos impactos no alvo e da pontuação. O uso de obreias brancas (pequenos círculos de papel adesivo) colados sobre o ponto de impacto facilita a visualização pelo atirador através da luneta.

Os ventos são um fator importante neste tipo de competição devido a grande trajetória do projétil, onde o mesmo acaba sofrendo muita influência e por isso é necessário que o atleta “compense” o tiro. As bandeiras que são utilizadas para aferir a direção do vento não paravam de tremular durante o evento, mostrando a intensidade do vento, mas com uma leitura difícil, não demonstrando totalmente a direção e intensidade, o que levou aos menos experientes, a um grande desvio sobre o alvo, atingindo por vezes a zona do 8.

Nesta noite ocorreu a confraternização na sede campestre do Clube Comercial de Tupanciretã, mostrando a excelente recepção costumeira dos responsáveis pela AGAR.

No domingo, 14 de agosto, dia da prova das 600 jardas, a previsão do tempo era de chuvas, o que dificultaria bastante a organização da prova. Ela foi realizada utilizando-se a mesma divisão e dinâmica de turmas do dia anterior. Os ventos ficaram mais forte que na véspera, dificultando mais ainda a prova, mas que se mostrou como um grande aprendizado para todos, pois está é a única oportunidade de competição nas 3 distancias no Brasil. O tempo ajudou bastante e acabou não chovendo durante a prova.

O evento foi realizado com a organização perfeita, sem nenhum incidente e em um clima de camaradagem onde o objetivo principal, além da competição individual, era de que a maior parcela possível dos atletas participantes pudesse obter resultados elevados, buscando um aumento do nível técnico brasileiro.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.