HSCF – COMPETIÇÃO DE TIRO ESPORTIVO CONTINUA NO CNTE

Facebook
WhatsApp
Email

O dia foi marcado pelo equilibrio entre os países sulamericanos

No segundo dia de competição, do Campeonato Hugo de Sá Campello Filho, o Brasil não manteve a boa performance conquistada ontem, quinta-feira. Na primeira prova do dia, Carabina Deitado, Bruno Heck, que na véspera venceu a Carabina de Ar, mostrou que, atualmente, é o atleta gaúcho quem domina esta prova na América do Sul. Após terminar a fase classificatória em primeiro lugar, empatado com o argentino Jose Ruiz, ambos com 592 pontos, Bruno não deu chances aos adversários, fez 103,6 pontos e, com um total de 695,6, venceu a sua segunda prova no campeonato. Em segundo lugar ficou o argentino, Jose Ruiz, 694,7 e, na terceira posição, outro atleta da Argentina, Alex Suligoy, 293,2.

A competição seguinte, Carabina 3 Posições, foi uma competição à parte entre a única atleta do Brasil classificada para a final, Rosane Ewald, contra 3 chilenas, 2 argentinas e 2 da Venezuela. E desta vez a Argentina levou a melhor. Andrea Alvarez, com 643,2 pontos, garantiu o primeiro lugar, seguida pela venezuelana, Diliana Mendez, que ficou com a prata, 641. Rosane Ewald, com 640,7 pontos, ficou com medalha de bronze.

Fechando o dia, tivemos a disputa da Pistola de Tiro Rápido, única prova que já está com as novas regras da Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF, na sigla em inglês) em vigor, onde os atletas classificados para a final, entram com as pontuações zeradas. Final que virou uma disputa entre Brasil, com 3 atletas, e a Venezuela, também com três. A final foi vencida pelo venezuelano Douglas Gomez, que marcou 25 pontos. O brasileiro Emerson Duarte, com 22, ficou com a medalha de prata, seguido por Julio Almeida, também do Brasil, 19 pontos e a medalha de bronze.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.