ETAPA FINAL DO BRASILEIRO DE TIRO AO PRATO DEFINE OS CAMPEÕES DO TRAP 2021

Facebook
WhatsApp
Email

Concentração e precisão em busca do escore perfeito e uma grande confraternização. Foram assim os quatro dias na Final do Campeonato Brasileiro de Tiro ao Prato 2021 – Trap, disputado no CT12 Clube de Tiro Desportivo, Caça e Pesca, em Passo Fundo (RS). A competição, organizada pela CBTE, reuniu 98 atletas representando os estados de Alagoas, Bahia, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

No feminino, categoria Dama, o destaque da etapa foi a gaúcha Luciana Vidmar Denti. A atleta conquistou a medalha de ouro em três disciplinas: Trap Nacional Double (84 pontos), Trap Nacional Top 100 (95pts) e no Top 200 (183pts). Com esses resultados, na classificação final da temporada, Luciana foi a campeã no Double e no Top 200 e terceira colocada no Top 100.

“Em virtude da pandemia, a temporada 2021 não foi das mais fáceis e marcada pela retomada com muita cautela. Por isso, fiquei muito feliz em me superar na final e ganhar os três títulos individuais, já que no Trap Double a prova foi marcada pela dificuldade em relação ao vento”, explica Luciana, que começou no esporte em 2017 incentivada pelo marido (Ary Denti) e, desde então, competem juntos. “Um agradecimento especial pra ele, que sempre me incentivou e atingiu seu objetivo na temporada, sendo campeão brasileiro no Trap Top 100 – Sênior AAA. Também tenho que comemorar os títulos brasileiros no Trap Double e no Trap 200 e o gaúcho no Trap Single Damas”, completa.

O destaque masculino foi o mato-grossense Murilo Nicolli, que ganhou duas medalhas na etapa (ouro no Trap Nacional 200 – Sênior AA e bronze no Trap Nacional 100 – Sênior AA), campeão por Equipe no Trap 100, além de atingir duas vezes o escore perfeito: 100/100. Ao final da temporada, Murilo sagrou-se campeão brasileiro no Trap 100 – Sênior AA e no Trap 200 – Sênior AA.

“Foi uma participação especial pra mim porque ainda não tinha conseguido fazer o escore perfeito. Eu vinha de 11 acertos de 99/100 e sempre sonhando com o 100/100. E consegui por duas vezes numa final contra muitos competidores, sendo que tivemos quatro escores perfeitos e dois foram meus. Foi importante também ter o apoio da minha família, esposa e pai”, conta o atual campeão mato-grossense no Trap 100 – Classe A e campeão gaúcho na última etapa no Trap Single – Classe AAA. “O meu objetivo maior no tiro esportivo é trazer o título do Mundial de Sparta, nos Estados Unidos. Eu sonho com isso, treino pra isso. Mas em função da pandemia, não será possível em 2022. Mas estou me programando para 2023”, afirma.

Além do bom desempenho de Murilo Nicolli, a competição masculina foi marcada pelo equilíbrio e escores perfeitos. No Trap Nacional Top 100 – Sênior AA, três atletas alcançaram a pontuação máxima (100pts): Douglas Araújo Roso (RS), medalha de ouro; Darlei Carlos Oberherr (MT), que ficou com a prata; e Murilo Nicolli (MT), medalha de bronze, que com esse resultado garantiu o título da temporada.

Também houve equilíbrio na Sênior AAA, com três competidores marcando 97/100. A medalha de ouro ficou com Vinicius Neves Simão (RS), seguido de Ary Denti (RS), com a prata, e Rudimar Bortolozzo (BA), com o bronze. O campeão de 2021 foi Ary Denti. A equipe de Mato Grosso foi a vencedora da etapa, com 298 pontos, com o Rio Grande do Sul em segundo (296pts) e Santa Catarina em terceiro (294pts).

No Trap Nacional Top 200 – Sênior AAA, o baiano Matheus Bortolozzo assegurou a medalha de ouro, com 198 pontos, e foi o campeão da temporada 2021. A segunda posição na etapa foi para Vinicius Simão (RS), com 195pts, e o terceiro lugar ficou com Douglas Araújo Roso (RS), também com 195pts.

Na Sênior AA, Murilo Nicolli (MT) garantiu a medalha de ouro, com 197 pontos (sendo uma série perfeita de 100pts) e foi o campeão de 2021. Em segundo lugar na etapa ficou Darlei Oberherr (MT) e em terceiro Fabiano Chanan (RS), também com 194pts. Por Equipe, o primeiro lugar na etapa foi para Mato Grosso, com 584pts, a mesma pontuação do Rio Grande do Sul, que ficou em segundo.

Na Trap Nacional Double – Sênior A, o baiano Roberto Bortolozzo e o catarinense Leandro Cardoso Martins fizeram 92 pontos, mas o ouro ficou com Bortolozzo, enquanto o título de campeão brasileiro de 2021 foi para Leandro. Santa Catarina foi a vencedora da etapa por Equipe, com 270 pontos, dois a mais do que a Bahia, segunda colocada. O Rio Grande do Sul terminou na terceira posição, com 257.

A CBTE agradece ao apoio do presidente da Federação Gaúcha de Caça e Tiro, Carlos Schreiner; do presidente do CT12 Clube de Tiro Desportivo, Caça e Pesca, Cassiano Boscardin; e todas as pessoas que colaboraram para o sucesso da competição.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.