ETAPA BRASILEIRA DA COPA DO MUNDO REÚNE ELITE DO TIRO ESPORTIVO

Facebook
WhatsApp
Email

Alguns dos melhores atiradores do planeta estarão reunidos a partir deste sábado, dia 22, para a etapa brasileira da Copa do Mundo de Tiro Esportivo. No Centro Nacional de Tiro Esportivo Tenente Guilherme Paraense, atletas já classificados para os Jogos Olímpicos de Pequim 2008 terão a chance de conseguir índice em outras provas. A competição, que vai até o dia 28, é uma realização da Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF) e da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE), com patrocínio da Petrobras e apoio do Ministério do Esporte, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Exército Brasileiro.

Nos seis dias de competição, 254 atletas de 44 países estarão na briga por medalhas. Entre eles, 11 medalhistas olímpicos, com um total de 22 pódios, sendo seis ouros. Os destaques são a búlgara Maria Grozdeva e a sérvia Jasna Sekaric, ambas com cinco pódios olímpicos, e outros três medalhistas de Atenas 2004: Christian Planer (Áustria), Christian Lusch (Alemanha) e Michael Anti (Estados Unidos). Os outros medalhistas olímpicos inscritos são Franck Dumoulin (França), Harald Stenvaag (Noruega), Iulian Raicea (Romênia), Martin Tenk (República Tcheca), Tanyu Kiriakov (Bulgária) e Torben Grimmel (Dinamarca).

O Brasil terá a maior equipe, com 33 atiradores, seguido por Coréia do Sul e Alemanha, com 21 cada. Também estarão na briga por medalhas atletas de Uruguai (2), Estados Unidos (12), Antilhas Holandesas (1), Argentina (12), Aruba (2), Austrália (4), Áustria (2), Azerbaijão (1), Bulgária (5), Bolívia (1), Canadá (8), Chile (8), Cuba (4), Cazaquistão (5), Dinamarca (4), Espanha (9), França (5), Grã-Bretanha (1), Grécia (1), Hungria (2), Índia (2), Israel (3), Itália (7), Jamaica (1), Letônia (3), Liechtenstein (1), México (6), Montenegro (1), Holanda (2), Noruega (9), Portugal (2), Romênia (2), África do Sul (3), Sérvia (5), Suíça (9), Suriname (2), Suécia (3), Trinidad e Tobago (3), Emirados Árabes (13), Ucrânia (10) e El Salvador (3).

Um dos atiradores mais experientes da Copa do Mundo é o norueguês Harald Stenvaag. No currículo, ele tem seis participações em Jogos Olímpicos, com duas medalhas: bronze na carabina três posições, em Sydney 2000; e prata na carabina deitado 50m, em Barcelona 1992. Apesar da experiência, Harald optou por chegar mais cedo ao Brasil para se adaptar ao fuso horário e ao estande e participou como convidado do Campeonato Sul-americano. “Meus objetivos na Copa do Mundo são chegar na final da carabina deitado 50m e ficar entre os 20 primeiros na carabina três posições. Mas o tiro é imprevisível, as diferenças são pequenas. Por isso, quanto mais treino, melhor. Este estande é muito parecido com o dos Jogos Olímpicos de Sydney, um lugar muito agradável, com excelentes postos de tiro. Se o Brasil realizar uma edição dos Jogos Olímpicos, com certeza poderá utilizar este Centro de Tiro”, elogiou o atirador, de 55 anos.

Os dois brasileiros classificados para os Jogos Olímpicos de Pequim, Júlio Almeida e Stenio Yamamoto, também têm presença garantida na Copa do Mundo. Júlio Almeida chega à competição embalado pelo bom desempenho no Campeonato Sul-americano. Na prova da pistola de ar 10m, ele terá a chance de enfrentar cinco atletas que vai encontrar em Pequim: Tanyu Kiriakov (BUL), Artur Gevorgjan (ALE), Francesco Bruno (ITA), Damir Mikec (SER) e Ivan Rybovalov (UCR). “O nível da Copa do Mundo pode ser ainda mais alto do que o dos Jogos Olímpicos, pois não há limite de atletas por país e todos trazem o que têm de melhor. É muito importante para o tiro esportivo brasileiro receber competições de nível tão alto”, disse Júlio, que tem índice olímpico na pistola de ar 10m e no tiro rápido 25m e tentará, na Copa do Mundo, confirmar o índice na pistola livre 50m (ele ainda aguarda a homologação da marca que atingiu no Sul-americano pelo delegado da ISSF).

Na prova de pistola livre 50m, Stenio também terá pela frente adversários classificados para os Jogos Olímpicos, como Martin Tenk, da República Tcheca, e Christoph Schmid, da Suíça. Além disso, reencontrará o português João Costa, que venceu a etapa de Munique da Copa do Mundo em 2007. Na ocasião, Stenio ficou em segundo lugar e garantiu a vaga olímpica. “Esta Copa do Mundo será fundamental na preparação para os Jogos de Pequim. Antes da medalha de prata em Munique, eu colocava os estrangeiros em um patamar muito alto. Agora, sei que podemos competir de igual para igual com eles”, explicou Stenio.

Outro destaque é o cubano Leuris Pupo Requejo, medalha de ouro na prova de pistola rápida 25m nos Jogos Pan-americanos Rio 2007. “É muito bom voltar ao estande onde tive uma alegria tão grande. Estive na Guatemala treinando para esta etapa da Copa do Mundo e meu objetivo é chegar à final”, disse Leuris, que reencontrará o brasileiro Fernando Cardoso, bronze no Rio 2007 na mesma prova. “Os atiradores brasileiros têm potencial e, com instalações de nível tão alto, têm tudo para se desenvolver ainda mais”.

Para a realização da etapa brasileira da Copa do Mundo de Tiro Esportivo, o Ministério do Esporte adquiriu alvos mecânicos, que serão usados para treinamento já no evento e mantêm-se como legado junto aos alvos eletrônicos de competições dos Jogos Pan-americanos Rio 2007.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.