COB REALIZA SIMPÓSIO SOBRE FORMAÇÃO DE CONSELHO DE ÉTICA PARA CONFEDERAÇÕES ESPORTIVAS

Facebook
WhatsApp
Email

Sempre focado em contribuir com a evolução das Entidades Nacionais de Administração do Desporto (ENADs) e em incentivar a gestão mais transparente, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) dá mais um passo nessa direção. Na próxima sexta-feira, 11, a partir das 10h, o COB irá realizar um simpósio virtual com o objetivo de auxiliar as Confederações na capacitação para implementação e composição dos seus respectivos Conselhos de Ética (CE). Os interessados deverão confirmar presença, através do email presidencia.cob@cob.org.br, indicando nome, cargo na Confederação e email corporativo. O prazo para resposta para recebimento do link é o dia 10 de março.

O evento também contará com a participação de membros do Conselho de Ética e do Compliance Officer do COB. Os principais pontos a serem abordados serão a composição e responsabilidades de um Conselho de Ética; o regimento interno e demais normativos do Conselho de Ética; o Canal de Ouvidoria e Ética; o processamento de denúncias, e os processos éticos. Todas as Confederações Olímpicas foram convidadas a participar do evento.

Criado na gestão do presidente Paulo Wanderley, o Conselho de Ética é o órgão dotado de autonomia encarregado de definir os parâmetros éticos esperados pelo COB e seus agentes, com base nos valores e princípios consagrados na Carta Olímpica e no Código de Ética do COI, da administração pública e de gestão democrática, além de ser responsável por investigar e julgar denúncias levantadas em relação ao não respeito de tais princípios éticos, incluindo violações do Código de Conduta Ética e, se necessário, sancionar ou propor sanções aos poderes competentes.

As principais competências do CE são: aprovar o código de conduta ética, investigar e julgar denúncias relativas ao código de conduta ética, aplicar ou propor sanções aos poderes competentes, analisar critérios de qualificação e integridade dos candidatos e principais cargos executivos, verificar a conformidade interna e analisar questões de conflito de interesses, aprovar o candidato indicado ao cargo de Compliance Officer.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.