CBTE PRESTIGIA O LANÇAMENTO DA BIOGRAFIA “JOÃO HAVELANGE – O DIRIGENTE ESPORTIVO DO SÉCULO XX”

Facebook
WhatsApp
Email

Livro foi lançado quinta-feira, 24/02, no Rio de Janeiro

Com a presença de convidados e profissionais da imprensa, foi lançado o livro “JOÃO HAVELANGE – O dirigente esportivo do século XX” no Rio de Janeiro. A biografia, organizada por José Mario Pereira e Silvia Marta Vieira, é bilíngue (português/francês), conta com 240 páginas, têm diversas imagens, depoimentos inéditos e conta a trajetória do empresário, atleta e dirigente esportivo que revolucionou o futebol mundial, desde a infância de João Havelange até a presidência da FIFA. O livro faz parte do selo COB Cultural, uma parceria do Comitê Olímpico Brasileiro e da editora Casa da Palavra.

João Havelange e Carlos Arthur Nuzman
foto: Sergio Huoliver/COB

“Confesso que este livro me levou às lágrimas, me sensibilizou muito pela forma como foi feito e está sendo lançado. Estou muito satisfeito por esta obra”, disse João Havelange, fazendo questão de enviar um recado a juventude esportiva brasileira. “Se dediquem ao esporte. Não fumem, não bebam, respeitem seus treinadores e, principalmente, sejam o espelho desta nação, um país que já está mostrando seu valor através do esporte e sua juventude”, completou Havelange, antes de autografar a biografia para centenas de pessoas.

Recheada de imagens do arquivo pessoal do próprio Havelange, a biografia foi produzida a partir de uma entrevista concedida a José Mario Pereira e Silvia Marta Vieira, revelando os caminhos e obstáculos que marcaram a trajetória daquele que foi considerado, em 1999, um dos três maiores dirigentes esportivos do século 20 pelo Comitê Olímpico Internacional, ao lado do próprio fundador do COI, o francês Pierre de Coubertin, e do espanhol Juan Antonio Samaranch. “Para o Comitê Olímpico Brasileiro, é uma honra que o quadragésimo lançamento do selo COB Cultural seja a biografia do João Havelange. Ele assumiu a Fifa com 20 dólares em caixa e deixou a entidade com mais de 4 bilhões de dólares. Levou o futebol a todos os continentes e transformou o esporte em um espetáculo. Tenho aprendido muito com o João Havelange, um exemplo de seriedade e compromisso com a juventude. Certamente é um dos maiores brasileiros da história”, afirmou o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman.

Havelange – Jean-Marie Faustin Godefroid Havelange, ou simplesmente João Havelange. Sua trajetória de vida é a tradução perfeita da dedicação plena ao esporte. Carioca, nascido em 8 de maio de 1916, Havelange ocupou o cargo máximo do futebol mundial durante 24 anos (1974 a 1998), imprimindo importantes avanços para a modalidade esportiva mais popular do mundo. Havelange é membro decano do COI, no qual ingressou em 1963.

Antes de brilhar como dirigente, Havelange se destacou como atleta, disputando os Jogos Olímpicos em duas modalidades diferentes, natação e pólo aquático. Tamanho empenho esportivo não o distanciou da formação acadêmica. Aos 24 anos, enquanto desenvolvia sua carreira como atleta, João Havelange se formou em Direito.
Torcedor do Fluminense, foi no clube tricolor que Havelange ingressou no esporte. Zagueiro da equipe de futebol, foi campeão juvenil de futebol em 1931. Mais tarde se transferiu para a natação, tendo participado dos Jogos Olímpicos de Berlim-36. Foi campeão carioca, paulista, brasileiro e sul-americano de natação. Pouco depois passou para o polo-aquático, pelo qual chegou ao título pan-americano. Integrou a equipe brasileira que participou dos Jogos Olímpicos de Helsinque-52.

FIFA – Os 24 anos em que comandou a Federação Internacional de Futebol se caracterizam por um período de modernização da entidade. Havelange proporcionou a maior inclusão de países da Ásia, África, América Central e Oceania, aumentando o número de participantes da Copa do Mundo de 16 a 32 participantes. Primeiro e único não europeu a ocupar o cargo de presidente da FIFA, criou também os Campeonatos Mundiais de Futebol nas categorias infanto-juvenil, juvenil, juniores, feminina e o de futebol de salão.

Nos Jogos Pan-americanos Rio 2007 recebeu mais um reconhecimento pelos serviços prestados ao esporte. O estádio construído para o evento foi batizado com o nome de João Havelange.

Na ocasião do lançamento da biografia, a CBTE foi representada pelo Sr. Silva Freire.

Facebook
WhatsApp
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.