layout layout
PRINCIPAL ADMINISTRATIVO TÉCNICO INTERAÇÃO INFORME DIVERSOS CONTATO
 NOTÍCIAS
18/11/2015
Jovem revelação no Trap Nacional participará na Final do Tiro ao Prato Olímpico
Com apenas 15 anos, o jauense Victor Gromboni coleciona prêmios. A medalha mais recente foi também a mais valiosa de sua carreira até agora, a de campeão brasileiro juvenil de tiro ao prato na categoria trap 100. O evento, organizado pela Liga Nacional de Tiro ao Prato na cidade de Rio Claro no fim de outubro, foi considerado o mais representativo já realizado no País.

Após acumular resultados expressivos em pouco tempo nesse esporte, Victor se prepara para um período de testes na equipe brasileira da modalidade, a convite do presidente da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE), Durval Balen. As finais do campeonato brasileiro ocorrerão entre os dias 3 e 6 de dezembro, em Belo Horizonte (MG). Nos Jogos Olímpicos, as modalidades são fossa olímpica, fossa double e o skeet – categorias diferentes das que Victor pratica. “Será um desafio competir em uma modalidade diferente da qual eu costumo atirar. Mas vou encarar”, afirma o atirador de Jaú.

O gosto pelo esporte começou quando Victor passou a acompanhar o pai, o empresário Daniel Gromboni, 40 anos, nos estandes de tiro esportivo. Quando Daniel foi campeão iniciante no Clube de Tiro de Barra Bonita, no ano passado, o filho disse que gostaria de começar a praticar o tiro ao prato.

Conforme a legislação brasileira, é necessário obter alvará judicial para atiradores menores de idade – um item que é obrigatório nas competições oficiais. A família acionou a Justiça e, em junho deste ano, o documento estava em mãos. Depois, Victor fez curso com um instrutor de tiro credenciado pela Polícia Federal (PF) para capacitação técnica. Nas competições, o rapaz sempre está acompanhado dos pais, o que também é obrigatório.

Concentração
Em poucas etapas do campeonato da Liga Nacional de Tiro, Victor terminou a temporada como líder do ranking – que reúne alguns dos principais atletas de sua idade. O garoto conta que, apesar da pressão da disputa decisiva em Rio Claro, soube controlar os nervos, mirar e atirar no maior número de pratos. “Nesse esporte, a concentração é muito importante. Geralmente não conversamos com os outros competidores para não perder o foco. Eu entrei bem confiante para disputar a etapa final e deu tudo certo”, conta o estudante jauense.

Sua média de tiros/acertos na competição é bem superior à dos outros concorrentes: 93%. Como comparação, o adversário que ficou em segundo lugar acertou 78 de 100 pratos lançados pela máquina. Victor acertou 13 a mais e subiu ao lugar mais alto do pódio.
por: Comércio do Jahu

ADMINISTRATIVO
Ações Administrativas
CNTE
Comunicados
Contabilidade
Comunicados
DIRETORIA
Estatuto
Federações
Licitações
Presidentes
Quem Somos
Regimento Geral
STJD - CBTE
TÉCNICO
Atletas CBTE
Campeonato Brasileiro
Calendário
Emissão de Certificado
Programas
Projeto CNTE 2016
Provas On-line
Ranking
Recordes
Resultados
Árbitros Internacionais
Árbitros Nacionais
Instrutores
Legislação
Regulamentos e Normas
Seleção Brasileira
INTERAÇÃO
Cadastro On-Line
Carteira de Associado
Classificados
Pagamentos
INFORME
Alvo da Imprensa
Colunistas CBTE
História e Curiosidades
Notas Rápidas
Notícias
Novidades
Perguntas Frequentes
DIVERSOS
Área Médica
Galeria de Fotos
Links
Textos
Vídeos
Confederação
Associada
COB 100 anos
Entidade
Conveniada
Liga Nacional de Tiro ao Prato
Confederação Brasileira de Tiro Esportivo
Rua Miguel Couto, 105 sala 922 - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20070-030
Tel.: 55 21 2223-3313 / Fax: 55 21 2283-0522
APOIO AO NOSSO ESPORTE
International Shooting Sport Federation Ministério do Esporte Comitê Olímpico Brasileiro
Shooting Portal
Certificados de Participação Resultados Anteriores